EDUCAÇÃO PATRIMONIAL E RECURSOS HÍDRICOS: UM GUIA PARA OS MUNICÍPIOS DE OLINDA E RECIFE


Autor:

CARLA VALÉRIA DE MIRANDA COSTA DUARTE

 

Orientador:

OTACILIO ANTUNES SANTANA

 

Palavras Chaves:

Inventário Cultural

Narrativas

Interdisciplinaridade

 

Linha de Pesquisa:

Ambiente e Sociedade

 

Projeto Estruturante:

Epistemologias, diversidades e formação humana

 

Instituição:

PROFCIAMB UFPE

 

Ano: 2018

Resumo:

 

A abordagem da Educação Patrimonial é um tema emergente, pois pelo inventário e categorização de cenários antrópicos e naturais, pode se ter um instrumento de “alfabetização cultural” e de valoração local frente a uma trajetória histórico-temporal (conhecimento crítico), a criar um sentimento de identidade e pertencimento, e a justificar a preservação desse espaço frente aos processos de gentrificação. O objetivo principal deste trabalho foi construir um Guia de Educação Patrimonial relacionado à temática água nos municípios de Olinda e Recife a partir do Inventário Cultural e posterior divulgação, aplicação e validação coletiva em ambientes escolares para fazer parte da construção do conhecimento contextualizado. O estudo organizou-se em seu primeiro momento na construção do guia através da coleta de demandas e sugestões dos atores pertencentes ao Sistema Educacional, acrescido de pesquisa bibliográfica e documental, roteirizadas por fichas do Inventário Cultural, conforme proposto e balizado segundo diretrizes do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN. O segundo momento compreendeu as etapas de aplicação, avaliação e validação do produto educacional junto às unidades de ensino. Esse produto técnico e objeto educacional proporcionará uma ajuda na atuação profissional (teorias de ensino), na construção do conhecimento (teorias de aprendizagem), e tem implicação socioambiental, como instrumento de construção legitima da narrativa local. O Guia de Educação Patrimonial – Água nas cidades de Recife e Olinda construído atingiu seu objetivo de unir três partes em sua construção: a conservadora, a regeneradora e a geradora de conhecimento. Esse recurso didático cumpriu as demandas solicitadas socialmente de ser um atributo para atuação profissional (instrumento de registro) e por ter implicações sociais (a criar um sentimento de identidade e pertencimento local), na conscientização e na exposição das narrativas, a criar um espírito para a conservação patrimonial e ambiental. O sucesso da validação do Guia foi certificado pelos docentes diversos em sua aplicação, demonstrado pela adequação dos resultados aos critérios avaliados.

Visualizar/Abrir Visualizar/Abrir – Dissertação